Image Map

Crítica de Fanfic: Dama de Companhia (GabhPinheiro)

|


Após ser demitida de seu trabalho, Lunna não tem para onde ir. O dinheiro é escasso assim como qualquer outro recurso, então, rapidamente, ela recorre ao pai, que logo lhe abriga no castelo do rei. Extasiada com tanto dinheiro, Lunna se sente inferior e pouco desejada ali, decidida em ficar na sua, ela conhece Justin Bieber, um moreno de olhar cálido que a atrai logo de inicio. Mas Lunna não ficaria ali sozinha, ela teria de companhar a noiva do futuro príncipe, auxiliando-a no que der e vier. Com as dúvidas que criara para si mesma, ela se vê em uma linha tênue entre a razão e emoção, se equilibrando para não cair e se apaixonar perdidamente. Bieber mostra interesse na amiga de sua futura esposa, o que dificultará a chegada até o casamento. Entretanto, eles não conseguem conter o amor que os afaga dia pós dia, a paixão inevitável é cortante, necessitada; o que mostrará para Justin que Lunna não é apenas uma Dama de Companhia.


Crítica de Fanfic 

Estética da Fanfic  (Capa e sinopse):

Capa: Acho a capa linda e bem harmônica com a história. Sem contar que, pela cor e fonte, é extremamente convidativa. Adorei!

Sinopse: A sinopse, no entanto, possuí alguns errinhos. Ela cumpre perfeitamente sua função de informar o que acontece em sua história, devo parabenizá-la por isso. Todavia, há erros como continuação de frases terminadas, uso desnecessário de “então”, “logo”, etc. e dois ortográficos nas palavras “início” e “acompanhar”. O correto seria:

“Após ser demitida de seu trabalho, Lunna não tem para onde ir. O dinheiro é escasso, assim como qualquer outro recurso. Rapidamente, ela recorre ao pai, quem lhe abriga no castelo do rei. Extasiada com tanto dinheiro, Lunna se sente inferior e pouco desejada ali. Decidida a ficar na sua, ela conhece Justin Bieber, um moreno de olhar cálido que a atrai logo de início. Mas, Lunna não ficaria sozinha, ela teria que acompanhar a noiva do futuro príncipe, auxiliando-a no que der e vier. Com as dúvidas que criou para si mesma, ela se vê em uma linha tênue entre a razão e emoção, equilibrando-se para não cair e apaixonar-se perdidamente. Bieber mostra interesse na amiga de sua futura esposa, o que dificultará a chegada até o casamento. Entretanto, eles não conseguem conter o amor que os afaga dia pós dia. A paixão inevitável é cortante, necessitada; o que mostrará para Justin que Lunna não é apenas uma Dama de Companhia.”


Nota adquirida na categoria: 1.7 de 2.0

Capacidade gramatical:
Gostei bastante da sua narração, ela é direta e pontual, contudo, percebi, ao longo da história, que você não faz uso dos vocativos (quando os personagens estão se comunicando, você não coloca a vírgula antes do nome) sempre e repete institivamente os usos dos verbos “falar” e “dizer”, o que, infelizmente, deixa o texto cansativo.
Nota-se no próprio primeiro capítulo em:
“— O que foi menina? ”, ao invés de “O que foi, menina? ”
“— Oi meu amor! ”, o certo seria “Oi, meu amor! ”
Além disso, no início dos capítulos, você erra o modo como diz quem é o narrador. Tendo em vista que escolheu colocá-la em inglês, deve usar a estruturação inglesa, deste modo: “Justin Bieber’s point of view” e “Lunna Masteer’s point of view”, pois os “pontos de vista” lhes pertence.
Percebi também que seus parágrafos abrigam mais de um assunto. Muitas vezes você faz um aglomerado de frases em um só parágrafo, quando, arranjadas em dois ficam gramaticalmente corretas e esteticamente convidativas.
Por exemplo, no terceiro capítulo, há apenas seis parágrafos de narração; no quinto, a partir de “Sexta-feira à noite (...)” pode-se criar um outro parágrafo, bem como em “fiquei deitada (...)”.
Senti falta de revisão nos seus capítulos, de um modo em geral. No capítulo cinco há o erro de digitação da palavra “hora”, ficando “hoa”. Agora não me lembro outros, mas os percebi.
Nota adquirida na categoria: 2.0 de 4.0


Análise de enredo:
Embora sua história contemple a realeza — e isso me cative completamente, achei o enredo um tanto quanto comum. O foco da história está no envolvimento proibido entre Justin e Lunna, porém acredito que possa explorar um pouco mais do contexto ao redor deste.
Por exemplo, li onze capítulos e não sei como devo imaginar o castelo nem o Douglas. O laço entre Lunna e a noiva é superficial até então, no lugar dela, eu não sentiria culpa por desejar o noivo e, sim, medo por pertencerem partes hierárquicas distintas. Senti falta desta “apimentada”.
Seu enredo é bom, interessante e acolhedor, use-o da melhor forma possível. Explore-o ao máximo, você está falando de realeza, amor proibido, hierarquia, descobertas... são temas incríveis. Valorize-os.
Nota adquirida na categoria: 1.5 de 3.0

Crítica final:
Acredito que seja uma boa ideia que está sob os cuidados errados. Ela não é mal executada, longe disso, afinal Justin e Lunna estão bem shippáveis, porém, necessita de um pouco mais de carinho e detalhamento. Muitos capítulos são basicamente diálogos, o que faz com que fiquem meramente rasos. Aprimore o que tem nas mãos que essa história terá toda atenção merecida. Apesar da análise, estou bem apaixonada!

Nota adquirida na categoria: 0.5 de 1.0

Nota Total: 6.0 de 10

Hello, hello!
O seu pedido era para a Baldwin, mas, como ela saiu do blog, 
ele veio para mim, espero que não se incomode. 
Peço-lhe mil desculpas pela demora! Estou sem acesso ao computador e isso tem me dificultado um pouco. 
De qualquer forma, aqui está a sua crítica, espero que nada dito aqui lhe fira ou magoe; 
desmotivar-lhe jamais estaria nas minhas intenções. 
Uma coisa que não coloquei na CF, mas preciso dizer é que caí de amores a cada banner de capítulo. 
Todos ficaram maravilhosos! Eu amei a estética da fanfic demais!
Enfim, boa sorte com a fanfic! Nunca desista de escrever ♥
Obrigada por escolher o HD!
Com amor,
Hosk
 

Um comentário: